sábado, 31 de dezembro de 2011

adeus dois mil e onze


Chegou ao fim mais um ano, vamos deixar de escrever 2011 para passarmos a escrever 2012. não considero que este dia seja um "fim", mas sim um dia no qual devemos fazer um balanço connosco mesmo, sobre tudo o que vivemos e o que fomos.
Viver um novo ano é desejarmos que este seja melhor do que o anterior; é tomarmos consciência do que podemos fazer para sermos melhores pessoas, porque esse não é um desejo que devemos pedir ao som das doze badaladas, MAS SIM TODOS os dias em que respiramos.
Por isso, eu desejo que cada um de nós se supere a si mesmo neste dois mil e doze e que seja um ano muito feliz :)
Que haja muito fogo de artifício esta noite, muita esperança e muita diversão!!
BOAS ENTRADAS E ATÉ PARA O ANO :p

p.s: não se esqueçam dos vossos desejos, os meus já estão escritos.

quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

"Ano novo, vida nova" - check!

O novo ano está quase, quase a começar. Num estalar de dedos deixamos de estar em 2011, para pisarmos o chão de 2012. E antes que ele chegue, fui ao cinema ver:


Gostei imenso! Do discurso das personagens; da ideia de me imaginar em New York, numa passagem de ano; das histórias que entrelaçam as personagens; tudo. Aconselho :)

desejos para dois mil e doze


Os meus doze desejos para 2012 já estão pensados. E os vossos?

quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

tropeço na estupidez de quem não sabe o que quer, mas estúpida sou eu por deixar de estar isolada.

sábado, 24 de dezembro de 2011

Merry Christmas 2011


Eu sou apaixonada pelo Natal, não pelo seu lado materialista, mas por todo o calor que ele respira.
É bom estar com a família toda reunida e dar as maiores gargalhadas com eles, poder sentir que por mais que estejamos perdidos, eles vão estar sempre lá para serem o nosso ponto de abrigo. Nesta época, também, gostamos de nos sentir mimados, eu sobretudo pelos gestos de quem me é importante.
Ainda que seja a "voar" que vos escrevo esta mensagem, pois estou de partida para o distrito da Guarda, mais precisamente Vila Franca das Naves, para ir ter com a minha família e passarmos o estes dias todos juntos, desejo-vos o melhor Natal de sempre, cheio de surpresas e muitos sorrisos!
Embora que seja difícil esquecer os problemas, esta época merece o nosso esforço e afinal podemos estar a atravessar uma crise económica, mas a crise do carinho depende somente de nós. Por isso, encham todos os que vos são imprescindíveis de mimos *

quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

Nochebuena


Está quase-quase a chegar a noite de natal e eu já estou em euforia!

em modo repeat


Na altura do ídolos ainda postei um ou dois posts a falar sobre a Carolina Deslandes, tudo por causa da sua magnífica voz, a qual me tornei fã. Por isso, não podia deixar de partilhar convosco a última música dela, que by the way I LOVE IT!

quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

não me lembro de nenhum feriado tão bom, como 08.12.2011


Já aqui foi mencionada a minha admiração pelo Daniel Oliveira, pelo seu trabalho, mas hoje conhece-lo aumentou ainda mais a minha admiração. É caso para dizer, com todas as letras, que foi um enorme P-R-A-Z-E-R!!

quarta-feira, 7 de dezembro de 2011

segunda-feira, 28 de novembro de 2011

Fado - Património Mundial


Em homenagem ao novo património Mundial deixo-vos aqui a entrevista no Alta Definição com Mariza. Para mim, uma das melhores entrevistas de sempre, simplesmente: ADOREI! Caracterizo a Mariza, nas palavras de outrém, como "nunca encontrei uma personagem feminina com uma mistura tão incrível de força e vulnerabilidade."

sábado, 19 de novembro de 2011

ainda acerca dos vinte aninhos

É apenas para dizer que este post foi actualizado:
para-os-vinte-aninhos-estao-chegar

yes, fim-de-semana :)


Pouco depois de terem começado as minhas aulas que eu deixei de saber o que eram fim-de-semanas, porque estes são literalmente passados a estudar. E a estudar. Já disse estudar? E depois de puras semanas de stress, muito cansaço... Chegou finalmente o meu primeiro fim-de-semana!


Finalmente vou poder dormir até tarde e, quase que aposto que não será suficiente para me tirarem as minhas horríveis olheiras. No entanto, vou aproveitar, também, para estrear o sofá novo daqui de casa e ver muitos filmes e actualizar-me acerca de tudo um pouco (livros, moda, notícias e afins).


Óptimo fim-de-semana :)

terça-feira, 8 de novembro de 2011

quinta-feira, 3 de novembro de 2011

sábado, 29 de outubro de 2011

Durante a semana foi assim...


e para castigo, amanhã espera-me:

uma maratona de estudo!

sexta-feira, 28 de outubro de 2011

encaracolado ou liso? o que preferem?



Eu tenho caracóis, como podem ver na segunda fotografia, e esse é o movimento do meu cabelo ao natural. No entanto, às vezes dava tudo para ter um cabelo lisinho, como tenho na imagem de cima, quando os secadores fazem maravilhas.

a closed heart

 

O mesmo drama de sempre ou de quase sempre: rapazes, falta de confiança e solidão. Isto sucessivamente, torna-se num quebra cabeças, que na realidade para além de nos quebrar a paciência, quebra também tudo o resto como a auto-estima; a boa disposição; etc.

Eu poderia dizer-vos que o meu mal são os rapazes, mas a verdade é que não são... Porque não há nenhum na minha vida, não no sentido de "my boy". Mas ainda assim, talvez por esse mesmo motivo, é que às vezes me sinto tão sozinha. No entanto, rapidamente penso que eles não devem ter esse poder em nós, de nos sentirmos infelizes ou menos felizes, por não termos alguém, do sexo oposto, ao nosso lado. E quando já estou envolvida nessa nuvem de pensamento, vejo uma parte de mim tão cicatrizada, tão fechada que me entristece o facto de saber que interiormente eu nem sequer dou manobra que alguém (seja rapaz ou rapariga, mas sobretudo rapaz) se aproxime ou simplesmente não me deixo levar. É uma parte de mim que eu desconhecia o seu tamanho, e que por sinal é bem maior do que eu pensava. Posso dizer que é o espelho das feridas do passado. Ainda que estejam cicatrizadas, elas deixaram uma marca, bem profunda, a qual eu não me orgulho por ter essa dimensão, mas alegra-me saber que ultrapassei-as mesmo com dificuldade, mas de alguma maneira elas já não são o meu presente.

O que é importante eu agora reter é que embora elas não sejam o meu presente, também não me estão a deixar ser livre, como qualquer um de nós deve ser... Mas depois, eu penso é tudo tão complicado - e não sou eu que complico - que eu não sei qual é o código do meu coração. Independentemente, de quem me magoou já não me afectar, a verdade é que ele (e elas, se nos referirmos a amizade) me tornou numa pessoa diferente, numa Borboleta com medo de voltar a mostrar o outro lado das suas asas. E quem vier, terá de ter toneladas de paciência e acima de tudo tem de saber esperar. Ou seja, é quase impossível nas ruas de hoje encontrar essa simplicidade no ser de alguém.


É que para além disto, há mais, muito mais, que me fez chorar que nem uma Maria Madalena perdida esta segunda-feira, passada. Esse muito mais fica para contar numa próxima altura.

segunda-feira, 24 de outubro de 2011

domingo, 23 de outubro de 2011

para os vinte aninhos (estão a chegar)


1 - Inverno (Obrigada S.Pedro:))
2 - Pulseiras (Obrigada perna esquerda :p)
3 - CD e um DVD (ao critério da pessoa que me queira oferecer) (só poderias ter sido tu, R.)
4 - Perfume (terá que ser a minha prenda a mim mesma, já que o meu olfacto é esquisito)
5 - Casaco (malha, do estilo que eu quero) (a melhor família)
6 - Guarda-Chuva (de preferência transparente)
7 - Ferrero Roche (não podes falhar Papá) (e não falhaste ;))
8 - Capas para o meu Blackberry
9 - Camisolas (cores: verde; cinzento; vermelho; amarelo torrado (depende))
10 - Kispo (para o dia-a-dia)
11 - Carta (sugestão de tema: quem sou eu?)
12 - Porta-chaves
13 - Carteira (documentos) (família, again)
14 - Um desenho acerca de mim (foi um desenho, não sobre mim, mas feito pelo meu mano)
15 - Um segredo embrulhado em papel de rebuçado
16 - Kinder surpresa (não de chocolate, algo feito por alguém)
17 - Luvas (com flocos de neve)
18 - Caneta
19 - Um beijinho-flôr
20 - Qualquer outra coisa pequenina, porque para mim a simplicidade é o ingrediente principal.

p.s: para esclarecer mal estendidos em anos anteriores, quando faço esta lista eu não espero que as pessoas me dêem tudo, porque para mim isso não é o mais importante. de todo. apenas faço esta lista com coisas que eu gostava de ter e que muitas das vezes nem sequer são realizadas (e eu não me importo sobretudo com os bens materiais).

E recebi outros presentes, que não estavam aqui na lista, mas que não deixaram de ser especiais. Adorei-os à mesma ou mais :)

eu regressei e ele (finalmente) veio comigo


Gosto tanto de andar pela casa e ter os pés aconchegados pelas minhas peúgas. É tão quentinho!


Uma das tantas razões pelas quais me apaixonei pelo Outono/Inverno foram as belas castanhas assadas, sabem tão bem! E hoje para lhe dar as boas vindas a Mãe assou para a família comer :)


E a chuva já bate na janela, enquanto o frio corre pelos corredores da janela.
 By the way, alguém sabe onde posso encontrar um guarda-chuva transparente, como na fotografia?

já algum tempo que não me via

Nos últimos tempos andei desaparecida, pelo menos aos olhos do que andam por aqui. O que vos posso dizer é que não me tenho sentido bem por causa disso... Nada, nadinha.
E ainda fico mais triste, quando vejo que a minha ausência não se verifica só aqui, como também estou ausente comigo mesma. Não tenho tempo para nada. Nunca vi tempo a voar tão depressa e tão mal gasto como nos últimos tempos!

quarta-feira, 5 de outubro de 2011

profissão: estudante


O meu feriado foi assim, ou seja, não cumpri o sentido da palavra, pois nem sequer coloquei os meus pés no sofá.

domingo, 2 de outubro de 2011

melodia do miocárdio #25


Não estou com humor para ter um bom dia, porque me sinto triste,e mais, e mais coisas que são uma confusão, mas que esta música consegue transmitir em parte. Por isso, a minha música de hoje será: Echo de Jason Walker.

sábado, 1 de outubro de 2011

tv-shows #1

A chegada do mês de Setembro, trás consigo o início de novas séries ou de novas temporadas, o que me agrada bastante. Aliás, bastante é diminutivo.
Hoje, falo-vos sobre The Vampire Diaries, estou num estado viciante quanto a esta série, porque agrada-me, particularmente, a forma como eles decidiram abordar este mito todo sobre os vampiros, o qual nos últimos tempos desde o Twillight foi alvo de muitas críticas (boas e más) e de muitas audiências. E de todas as histórias à volta deste tema - vampiros - o conteúdo que mais gosto é mesmo o desta série. E esse é um dos motivos que me faz ficar tão colada, no entanto outro que contribui em massa é a personagem Damon... Gorgeous, he is perfect and so hot!


" Damon: (...) but before i do need answer to on question. what made you change your mind?
Elena: what you mean?
Damon: you so determined to stay on that mountain, and gave up. so, what change your mind?
Elena: we were under attack, damon
Damon: you had a bag with weapons and a teacher with a ring of immortality. You could keep going
Elena: was too dangerous.
Damon: was too dangerous from the start, so what?
Elena: why you been like this?
Damon: what made you change your mind, elena?
Elena: i don’t want to see you get hurt, ok? i was worried about you.
Damon: thanks
Elena: yes, i worry about you. why do you keep saying?
Damon: because when i bring my brother back in the end and delivers it to you, i want you to remember the things he felt when he is gone. good night Elena. "

as minhas recentes aquisições


Gosto imenso dela, sobretudo as cores, porque me fazem lembrar as minhas estações preferidas (outono e inverno), a qual uma delas tecnicamente já devia estar a viver, mas que na verdade ainda nem deu sinais de vida.
- Sim Outono, ainda continuo à tua espera.


E as minha novas botas :), podem não ser nada extravagantes e não o são, até porque eu sou simples. Mas eu gosto muito delas! E para além disso, são o meu primeiro calçado com salto! Vamos lá ver se a elegância não se espalha no chão...

domingo, 25 de setembro de 2011

eu ainda não o vi...


Outono, onde estás?
Quero dar-te as boas vindas!

about Brooke Davis

 

No ano passado, por incentivo da minha querida S., comecei a ver One Tree Hill, mas depois, por motivos que agora não interessam, tive que deixar de lado.
Contudo, voltei a retomar as minhas sessões de OTH e era de estranhar se dissesse que estou a odiar, porque acho um pouco impossível que alguém não goste desta série. Só ainda vou na sexta temporada e estou a modos que viciada! É que é mesmo isso: viciante, porque quando chega ao fim um episódio queremos sempre saber o que vem a seguir.
Acho as personagens muito interessantes, a personalidade de cada uma tem particularidades que conseguem prender-nos e que, quanto a mim, me revejo muito nelas. No entanto, tenho que confessar a admiração que eu sinto pela Brooke Davis, porque ela é realmente qualquer coisa de muito especial! Frágil; guerreira; cabeça-dura; difícil; amiga; carinhosa; maravilhosa e mais e mais, tudo isto a torna tão bonita por dentro... como o Luke diria: "pretty girl", em todos os aspectos.
No meu prisma, até agora, todos eles cresceram, mas considero que a Brooke foi a que mais cresceu e está uma Mulher de armas, capaz de cativar qualquer pessoa, não só no mundo OTH, como também no mundo dos espectadores (nomeadamente a mim, obviously).
E, para mim, ver uma série não é só passar o tempo, mas sim aprender com aquilo que elas nos transmitem... Por isso, eu não me arrependo nada de ter começado a ver esta série, porque já aprendi muita coisa com eles: Brooke, Peyton, Lucas, Nathan, Haley, Jamie... By the way, o Jamie é o filho que qualquer mãe deseja ter, isn't it? 


Aconselho a qualquer pessoa a seguir o mundo do One Tree Hill, porque vale a pena! Entretanto, deixo aqui a certeza (quase que aposto) de que voltarei aqui para partilhar com vocês coisas sobre esta mesma.

segunda-feira, 19 de setembro de 2011

regresso com mau-humor


Hoje regressei à minha universidade, não é que tivesse muitas saudades (aliás não tinha nenhumas), mas há sempre um lado positivo que é rever pessoas que ficam mais ausentes durante o verão. Acordei com bom humor ainda assim, mas logo na primeira aula fiquei este humor desapareceu em milésimos. Porquê? Porque para além de saber que nem aos Sábados vou ter descanso das aulas, fico a saber que tenho frequência no dia a seguir aos meus anos, que por coincidência é mais um Sábado passado naqueles quatro cantos!
Eu já estava a planear os meus anos, porque há pormenores interessantíssimos este ano (mais tarde conto-vos) e tinham que estraga-los. ODEIO-TE pessoa que marcaste essa frequência!!

sábado, 3 de setembro de 2011

e o que é que chegou?


Depois de Jorge Palma, hoje à noite há André Sardet.
Um óptimo fim-de-semana para vocês :)

a primeira sexta-feira (02.09.2011) de Setembro

Ontem, mais uma vez, o S.Pedro brindou-nos com um dia de chuva e isso a mim não me afecta de modo algum, porque como vocês já o sabem eu ADORO esta tela meteorológica mais cinzenta. E estando o tempo assim, aproveitei para me enrolar numa mantinha e ver um filme, o sorteado foi :


E foram noventa minutos muito bem passados, ao contrário do que aconteceu com a sua estreia, pois pelo que pude ler na internet, só se estreou nos EUA e não obteve os melhores resultados.
Quanto a mim, à minha opinião, eu posso dizer que é um filme simples, sem uma história muito complexa, mas que nos mostra um outro lado do ser humano quando há circunstâncias e pessoas que nos marcam para sempre, tendo um efeito de "waiting for forever" que isso se volte a repetir, de novo.


À noite, depois de ter ido às compras com a sis (a minha irmã), fomos ver Jorge Palma e tenho que admitir aqui que me surpreendeu, tendo em conta que quando está sóbrio o espectáculo vale-a-pena-de-assistir. Por isso, deixo aqui o meu agradecimento a este Senhor da música.


E para terminar o dia e para iniciar a madrugada, fui até ao cinema ver Horrible Bosses, em que as expectativas eram altas e não corresponderam na totalidade a elas, mas não deixou de me fazer rir, só que estava à espera que me fizesse rir mais e mais. Mas foi interessante ver o que me espera no mundo do trabalho (estou na área de Gestão) :)

(p.s: não foi uma má sexta-feira, de todo!)

quinta-feira, 1 de setembro de 2011

que bonito começo de Setembro :)


"Chove muito, mais, sempre mais... Há como que uma coisa que vai desabar no exterior negro...
Todo o amontoado irregular e montanhoso da cidade parece-me hoje uma planície, uma planície de chuva. Por onde quer que alongue os olhos tudo é cor de chuva, negro pálido. Tenho sensações estranhas, todas elas frias. Ora me parece que a paisagem essencial é bruma, e que as casas são a bruma que a vela.
Uma espécie de anteneurose do que serei quando já não for gela-me corpo e alma. Numa névoa de intuição, sinto-me, matéria morta, caído na chuva, gemido pelo vento. E o frio do que não sentirei morde o coração actual..."

(vou ser sempre uma eterna apaixonada pela chuva, pelo Outono, pelo cheiro a terra molhada. it's me.)

quarta-feira, 31 de agosto de 2011

subconsciente


Há dias em que acordamos com uma música na cabeça, como se durante o sono ela fizesse parte da banda sonora deste ou porque simplesmente é a primeira música que ouvimos ao acordar. Não me aconteceu nenhuma destas hipóteses, não adormeci na noite passada a ouvir Adele, nem tão pouco acordei com ela.
Ainda assim, o motivo que me levou a partilhar com vocês este post foi no sentido de não me sentir tão estranha e tão desconectada deste mundo, como às vezes me sinto. Adiante... No final do dia, comecei a cantar esta música e o que me deixou intrigada é que eu não a conheço assim tão bem e não a ouvi assim tantas vezes quanto isso, aliás era mais comum que eu começasse a cantar a tão célebre "someone like you" - que passa a vida a dar nas rádios -, mas não.
Durante uma fracção de minutos deixei apenas de a cantar, para também ouvir aquilo que estava a dizer e de alguma forma correspondia ao que o meu subconsciente estava a sentir. E parece que é quando não nos esforçamos para perceber o que estamos a sentir, que surgem sinais que nos mostram esses sentimentos até então desconhecidos.

"But I know I have a fickle heart and bitterness,
And a wandering eye, and a heaviness in my head,
But don't you remember?
Don't you remember?"

quinta-feira, 25 de agosto de 2011